Festivais Japoneses

As festas japonesas e outras cerimonias ocasionais se dividem em dois grupos: Os festivais- Matsuri e as festas anuais - Nenchu Gyoji.

Matsuri, essa é a palavra japonesa para uma festa ou feriado geralmente de origem xintoísta e celebradas anualmente em dias fixos.  Já os festivais anuais, Nenchu Gyouji, são na sua maioria de origem chinesa ou budista e são fixados por temporada para definir um calendário anual de eventos.Matsuri são celebrados regionalmente e os Nenchu Gyouji são celebrados de forma geral em todo o Japão e também em outras localidades com grande população de nikkei como por exemplo aqui mesmo no Brasil. No Japão, os festivais geralmente são patrocinados por um santuário local ou templo, embora possam ser seculares.

Não se sabe exatamente quantos festivais japoneses são realizadas a cada ano. Uma boa estimativa é de 100.000 festivais. No Japão há mais de 10.000 templos e santuários. A maioria deles tem  pelo menos um festival todos os anos. Alguns santuários tem até 70 festivais por ano. Além é claro dos  festivais nacionais e locais.

Esses festivais são bem diversificados, há festas religiosas, festivais de fogo, festivais de neve, festivais de dança, festivais de música, festivais de perfomance, festivais nudistas.. Podem ser desde calmos  e pacatos a bebanças, selvagens e perigosas.

Festivais Anuais

Alguns dos dias mais importantes são:  Ano novo, Dia do Adulto (Seijin no Hi), Festival de Bonecas (Hina Matsuri) no dia 3 de março, Golden Week em maio, Festival de Bon (Obon) em 13-15 de julho (agosto em algumas áreas) e véspera de ano novo.

O Ano Novo e o Obon são os maiores eventos do calendário anual. Espera-se que as famílias se reúnem em casa de família - não importando o quão desunidos os membros podem ser - para honrar seus antepassados. Na noite de véspera de ano novo ou no dia seguinte, eles visitam o  santuário local. Geralmente não tem nenhuma celebração selvagem com  contagem regressiva do ano novo como aqui no ocidente.

Obon, uma celebração aos mortos, nessa data as pessoas visitam o túmulo da família para limpa-los e comunicar as novidades. O obon começa com a recepção aos mortos (mukae-bi), quando uma lanterna com o simbolo da familia é acesa, três dias depois, os espiritos voltam para o mundo dos mortos, então novamente a lanterna ou fogueira é acesa, é a fogueira da despedida(okuri-bi).

Seijin no Hi (Dia da maioridade)  celebra as pessoas que estão com 20 anos. Na segunda segunda-feira de Janeiro, os jovens que tem 20 anos de idade se vestem nos seus melhores trajes e visitam um santuário ou participam  de uma cerimônia municipal para honrar sua idade adulta. Muitos jovens usam quimono também, as garotas usam o furisode, os garotos hoje em dia preferem ir de terno, alguns ainda usam o haori hakama. Ultimamente esse dia é  marcado por comportamento desordeiro e falta de respeito os aspectos formais da data.

Setsubun em fevereiro marca o início da Primavera. A palavra significa literalmente " divisão das estações do ano". Pessoas jogam feijão em quem estiver vestindo uma máscara e representando um demônio e cantam 'Oni wa soto! Fuku wa uchi'' ou 'Demonio e má sorte para fora! Sorte na casa'. Celebridades muitas vezes visitam os santuários principais para jogar o feijão e outras guloseimas para grandes multidões.

Hina Matsuri ou Festival de bonecas é uma exposição de bonecas representando o Imperador, a Imperatriz e sua corte em vestimentas tradicionais do periodo Heian dispostas em plataformas com panos vermelhos em degraus. A maioria de repousos com meninas terá uma exposição, de simples bonecos e cartões para elaboradas configurações que custam centenas de milhares de ienes. Já o Dia das crianças ou Tango no Sekku é na real uma festa para os meninos, correspondente para o Festival de Bonecas para meninas. Bonecos de guerreiro samurais  são expostos dentro de casa  e koinobori que é uma carpa (a carpa é considerada um símbolo de sucesso, força e bravura) colorida de tecido ou papel são colocados do lado de fora de casa, quando o Koinobori é visto tremular junto ao céu azul se tem a impressão de estar vendo uma carpa nadando contra a correnteza. Em ambos os dias, é comida uma refeição especial. O Dia das crianças cai durante o feriado de Golden Week, que junto com o Ano Novo e a Semana de Obon é um dos feriados mais movimentados  em todo o país, com milhões de japoneses também viajando para o exterior.

A Golden Week (Semana Dourada) é a junção de quatro feriados nacionais no fim de Abril e começo de Maio:

  • 29 de Abril, Midori no Hi (Dia Verde) - Comemora-se o Aniversário do Imperador Showa
  • 3 de Maio, Kinen de Kempo - Dia da Constituição
  • 4 de Maio, Kokomin no Kyujitsu (Entre o dia) - Para "tapar buraco", foi criado para a Golden Week ser uma semana de feriados continuos
  • 5 de Maio, Kodomo no Hi (Dia das Crianças) - Dia do Meninos

Festival 7-5-3  (Shichi-go-san) em 15 de novembro, meninos e meninas de 5 , 7 e 3 anos de idade (Shichi-go-san é 7,5 e 3 em japonês) são vestidos em seu melhor kimono - embora hoje em dia são mais comuns os meninos usarem terno - e são levados para o santuário para rezar pelo seus futuros. Originalmente, esse ritual foi baseada no fato de que os japoneses acreditam que que certas idades são propensas a má sorte. As crianças não são consideradas totalmente formadas até os sete anos de idade. Este evento traz muito lucros para os estúdios de fotografia já que pais e avós gastam bastante dinheiro para os álbuns de família.

Todos os feriados nacionais:

1 de Janeiro - Dia de Ano Novo (Ganjitsu);Segunda, segunda-feira de janeiro - Dia do Adulto (Seijin-no Hi)
11 de Fevereiro - Dia nacional da Fundação (Kenkoku Kinen-no Hi)
3 de Março - Dia das Meninas (Hina Matsuri)
20 ou 21  de Março - Equinócio de Vernal (Shunbun no Hi)
29 de Abril  - Dia de  Showa(Showa-no Hi)
3 de Maio - Constituição (Kenpou Kinenbi)
4 de Maio - Dia do verde (Midori-no Hi)
5 de Maio - Dia das crianças (Kodomo no Hi)
Terceira segunda-feira de Julho - Dia marinho (Umi-no Hi)
Terceira segunda-feira de Setembro -Dia do Respeito ao Idoso (Keirou-no Hi)
23 0 24 de Setembro - Equinócio de outono (Shuubun-no Hi)
Segunda segunda-feira de Outubro - dia da saúde/esportes (Taiiku no Hi)
3 de Novembro - Dia da Cultura (Bunka-no Hi)
23 de Novembro - Dia de Ação de Graças do Trabalho (Kinrou Kansha-no Hi)

Podia ser assim aqui no Brasil também xD, quando um feriado cai no domingo, o feriado passa para a segunda-feira.

Festivais

Importantes elementos de um matsuri incluem purificação, oferendas aos deuses - como arroz, saquê ou frutas - e concursos, competições ou jogos realizados no dia. Este último pode chegar a ficar fora do controle  e violentos, mas isso faz parte. Na maioria dos matsuri tem omikoshi, ou santuários portáteis, que são carregados de casa em casa ou de loja em loja para conferir boa sorte a todos.

Vamos aos mais populares!

Hanami que quer dizer  “apreciar as flores” é o  Festival da Flor da Cerejeira. Durante o Período Heian (794–1191), os japoneses adquiriram muitas práticas da China,como o caso da apreciação de flores (hanami), onde a família imperial, poetas, cantores e outros aristocratas se reuniriam e celebrariam sob as árvores floridas. Nesse festival no Japão, as pessoas se reunem debaixo das cerejeiras para comer, beber e dançar e ocorre normalmente em templos, beiras de rios, parques e ruas.
Esta festa marcam o fim do Inverno japonês e o início da Primavera.

“Você sabe por quê as flores de cerejeira são vermelhas?
Porque há um corpo enterrado em baixo dela.” ~ Tokyo Babylon

Só pelo nome Sakura já podemos ver o quão populares são as famosas flores de cerejeira no Japão, a sakura também simboliza as nuvens dado que elas desabrocham em massa, além de serem duradouras metáforas da natureza efêmera da vida, um aspecto da tradição cultural japonesa que é frequentemente associado com a influência budista,e que é encarnado no conceito de mono no aware (saudade da beleza que passa). A transiência das flores, sua extrema beleza e rápida morte, foi frequentemente associada com a mortalidade,  por esta razão, sakura tem um rico simbolismo, e são bastante usadas na Arte japonesa, mangá, animê, e filmes, assim como durante apresentações musicais pelo efeito ambiente.A sakura é um amuleto de boa sorte e é também um emblema de amor, afeição e representa a primavera.

Sapporo Snow Festival (Yuki Matsuri) - Início de fevereiro. Começou em 1950 quando estudantes secundaristas construíram estátuas de neve no Parque Odori, centro de Sapporo. O evento é agora muito grande e comercializado. Cerca de uma dúzia de grandes esculturas são construídas para o festival juntamente com cerca de 100 pequenas esculturas de gelo e neve. Também são realizados vários shows e outros eventos.

Sanja Matsuri, ou o Festival de Sanja, é um dos três grandes festivais Xintoísmo em Tóquio. Ele é considerado um dos maiores e mais selvagens. Sanja Matsuri é realizado no terceiro fim de semana de maio no Santuário Asakusa. Cerca de 100 Omikoshi desfilam pelas ruas em torno do Santuário de Asakusa em Tóquio. Há também dançarinos, muitas gueixas e outros participantes fantasiados.

Hakata Gion Yamakasa Festival - 1-15 de julho. Um grande festival que acolhe a chegada  resplandecente e galante do verão no sul da cidade de Fukuoka com homens correndo pelas ruas,  com 1 tonelada  sobre os seus ombros. Essa 1 tonalada são carros alegóricos coloridos decorativos chamado kazariyama.  Eles tem quase 10 metros de altura, e são decorados com samurai ou com bonecas personagens de anime mais populares personagens  produzidos através da perícia dos artesãos de boneca de Hakata.

Festival de Tanabata em julho ou 7 de agosto era originalmente uma celebração baseada na lenda chinesa de Tanabata:

Há muito tempo, de acordo com uma antiga lenda, morava próximo da Via-Láctea uma linda princesa chamada Orihime  a "Princesa Tecelã".

Certo dia Tentei o "Senhor Celestial", pai da moça, apresentou-lhe um jovem e belo rapaz, Kengyu o "Pastor do Gado" (também nomeado Hikoboshi), acreditando que este fosse o par ideal para ela.

Os dois se apaixonaram fulminantemente. A partir de então, a vida de ambos girava apenas em torno do belo romance, deixando de lado suas tarefas e obrigações diárias.

Indignado com a falta de responsabilidade do jovem casal, o pai de Orihime decidiu separar os dois, obrigando-os a morar em lados opostos da Via-Láctea.

A separação trouxe muito sofrimento e tristeza para Orihime. Sentindo o pesar de sua filha, seu pai resolveu permitir que o jovem casal se encontrasse, porém somente uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar, desde que cumprissem sua ordem de atender todos os pedidos vindos da Terra nesta data.

Na mitologia japonesa, este casal é representada por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu).

 

O festival que celebra esta história de amor teve início na Corte Imperial do Japão há cerca de 1.150 anos, e lá tornou-se feriado nacional em 1603. Atualmente o Tanabata é uma das maiores festas populares do Japão.

No Brasil o Festival das Estrelas em São Paulo Sendai Tanabata Matsuri é conhecido como maior festividade tradicional do Japão no Brasil.


Festival de Gion - 17 de julho. O mais importante festival no Japão. O mais famoso Gion Matsuri é patrocinado pelo Santuário Yasaka em Quioto. As ruas ficam cheias de barracas de comida, tais como yakitori (espetinhos de frango com molho agridoce), taiyaki, takoyaki, okonomiyaki, doces tradicionais japoneses e muitos outros pratos típicos. Muitas meninas vestidas de yukata (kimono de verão) andam pela região, levando consigo bolsas tradicionais e leques de papel.Na verdade, esta é uma festa de um mês que atinge um clímax no dia 17, quando há um desfile de carros alegóricos de rodas gigantes que são divididos em dois grupos, Hoko e Yama, que são chamados de Yamaboko (ou Yamahoko). Existem 9 dos grandes Hokos (com varas compridas ou alabardas), que representam as 66 lanças lanças  erguidas em 869 em Kyoto como parte de um ritual para proteger a cidade de uma epidemia, e 23 dos menores Yama, que carregam figuras em tamanho real de pessoas importantes e famosas. Cada hoko traz uma banda de músicos que tocam um tipo de música chamado gion bayashi.

Festival Tenjin - 24-25 de julho. Juntamente com o Kyoto Gion Matsuri e Kanda Matsuri em Tóquio, este festival em Osaka é considerado um dos "três grandes" no Japão. Acredita-se que datam de meados do século x. Os principais eventos acontecem à noite no Rio Okawa, envolvendo cerca de 100 barcos e com exibição de  fogos de artifícios fornecendo um cenário espetacular.


Aomori Nebuta Festival - 1-7 de agosto. Carros alegóricos gigantes  desfilam na cidade de Aomori à noite com acompanhamento musical. Em cima de coloridos  carros alegóricos vão os nebuta- gigantes  figuras de guerreiros que são lanternas feitas com papel japonês (washi) - atores kabuki ou pessoas famosas. Na última noite, o nebuta são jogados ao mar. Isso reflete as origens do festival, através do qual as pessoas jogaram imagens de papel no Rio para expulsar a fadiga, a doença ou a má sorte - tudo o que pode interferir com uma colheita bem sucedida.

Awa dance (Awa Odori) - 12-15 de agosto. Na cidade de Tokushima, grupos de dançarinos seguem uma rota ao longo das ruas principais, fazendo uma variação do Bon Odori. Há também uma versão menor da dança em Nakano, Tóquio.

Nagasaki Suwa - 7-9 de outubro. Também conhecido como O-kunchi, este festival apresenta danças do dragão e carros alegóricos cobertos de guarda-chuva.

 As Bizarrices
Agora os festivais mais estranhos no Japão, que acabam atraindo gente de todo o mundo, curiosas para verem bizarrices!

Genitalia metálica

O festival xintoísta Kanamara Matsuri ou 'Festival do Falo de Aço tem o pênis, como o tema central do evento – é refletido em ilustrações, doces, legumes esculpidos, decorações e um desfile de mikoshi.Kanamara Matsuri é realizado em torno de um santuário local que tem como simbolos o pênis e a vagina =D uma vez que era popular entre prostitutas que queriam rezar para proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. Diz-se que também existem proteções divinas para a prosperidade do negócio e para a prosperidade do clã; e para a harmonia do casal casado e entrega fácil. Há também uma lenda de um demônio com dentes afiados (vagina dentata) que se escondeu dentro da vagina de uma mulher jovem e castrou dois homens jovens nas suas noites de casamento. Como resultado, a jovem procurou a ajuda de um ferreiro, que formou um falo de ferro O.O para quebrar os dentes do demônio, o que levou a consagração do item. :lol:

Naki Sumô
Esse festival é um pouco desconcertante, dois lutadores de sumô carregando cada um um bebê, ficam de frente um do outro. As pessoas vêem qual bebê chora primeiro e, após isso, qual bebê chora mais alto. Sacerdotes xintoístasdão uma ajudinha, fazendo caretas, ruídos, e colocando  máscaras assustadoras para provocar mais lágrimas. Durante a competição, os pais oram pela boa saúde de seus filhos e acreditam que os espíritos malignos serão supostamente expulsos durante o festival, que acontece em todo o Japão.

Festival dos Homens Peladões

No Hadaka Matsuri ou Naked Festival seus participantes  usam uma quantidade mínima de roupa; geralmente apenas umatanga  japonesa (chamada fundoshi), às vezes com um casaco mas raramente totalmente nu e e participarem em rituais de purificação. . Festivais nus são realizados em dezenas de lugares por todo o Japão todos os anos, geralmente no verão ou no inverno. O festival mais famoso é o Saidai-ji Eyo Hadaka Matsuri realizado em Okayama, onde o festival se originou. Todos os anos, mais de 9.000 homens participarem neste Festival.

Festival do Umbigo
O Furano Heso ou Belly Button Festival foi criado quando os moradores de Furono resolveram criar um festival para juntar as pessoas, então tiveram a idéia de fazer o Heso matsuri (festival do umbigo) , a idéia surgiu porque Furano é chamado “umbigo” de Hokkaido, porque fica no centro da província. Todo ano a cidade de Furano realiza esse festival. Os participantes desfilam pelas ruas com uma variedade de caras pintadas na barriga. Essa tradição começou a aproximadamente trinta e cinco anos. Humor é a palavra chave para o sucesso do festival. Os dançarinos pintam a barriga, usam roupas especiais e adereços. Há muitas variações inovadoras para os simples, enérgico HeSo Odori (dança Umbigo). A competição é intensa porque os bailarinos competem por prêmios e a glória em diversas categorias. O tema do festival é todas as coisas tem um centro; para uma pessoa, esse é o umbigo.

 

 

Fontes: 1   2   3   4   5

Facebook Twitter Email